Monday, July 10, 2006

Copa...


Bem, senhoras e senhores, hoje é segunda feira dia 10 de julho de 2006, ontem a
Copa do Mundo findou-se e consagrou a seleção Italiana como Tetra Campeã do mundo. Vocês devem estar pensando “Ah, mas que saco, ainda sobre a Copa...”, eu lhes digo “Sim”.
Vamos a uma rápida respectiva paralela entre Brasil e Itália:

- Nossa amada e querida seleção Canarinho começou as eliminatórias com um Ronaldo Gordo e uma Kaká que prometia. Todos os jogos foram sofridos, revoltantes e causadores de infartos do miocárdio. Exceto o jogo contra o Japão, no qual o técnico Porrera, para poupar seus “craques”, colocou um time misto para jogar. Os garotos deram show enquanto os velhinhos tomavam um chá com o velhíssimo Lobo Zagalo no banco.
- A Azzurra também não começou muito bem, jogos sofridos, acusações de partidas roubadas, pouca promessa... mas passou para as oitavas, tal qual os Canarinhos.
- Oitavas de Final, Brasil x Gana. Could it be easer? Sim podia e deveria! Porrera volta a colocar a turma da terceira idade para jogar, deixando o pobre pensionista do INSS sem ninguém com quem conversar. O que acontece? Fofomeno e Cia. tomam um couro dos jogadores do Gana que se mostram muito superiores na velocidade, também, pudera, Ronaldo tem que carregar seus 150kg durante toda a partida, Cafu e Roberto Carlos não conseguem ganhar muita velocidade com seus andadores, e por aí vai. Mas, talvez por providência divina, o Brasil passa.
- Itália nas oitavas, contra Austrália. A seleção Azzurra passa pelos Cangurus, pode não ter sido moleza, mas foi mais fácil que quando o Brasil bateu com eles. A propósito, Deus abençoe o torcedor que levou um apito para o jogo e parou o ataque australiano contra o Brasil.
- Quartas, oh, as quartas de final. Nossos craques velhinhos encontram a fatídica França de Zidane. Toda a nação brasileira já pode sentir o doce sabor da vingança na boca... ilusão. Zidane, também velhinho, mas sábio, dá um chocolate na turma dos quarentões daqui. Kaká, que prometia no começo da copa, se revelou aos poucos um cocô, nosso lateral da Jovem Guarda ficou fazendo a dança da bundinha enquanto Zinedine batia uma falta milimétrica para Henry arrematar, Porrera faz sua tradicional substituição aos 35 do segundo tempo com o Brasil perdendo... espertão, e dessa vez nem podemos falar mão do Ronaldo Pelanca porque a bola nem chegava nele para que ele pudesse jogar mal, e quando chegava ele fazia o favor de cair para tentar ganhar uma falta... gordo dos inferno! Brasil, eliminado pela França, viramos fregueses.
- Itália e Ucrânia, nossos fratelli atropelam, metem 3 nos Ucranianos. É a Itália crescendo na hora certa.
- Logicamente, depois daí foi só Itália. Jogaram uma partida maravilhosa contra os donos da casa e, no finzinho da prorrogação, meteram dois gols, em menos de dói minutos. Nesse ponto muita gente já tinha percebido que torcer pela Itália estava valendo mais a pena.
- Finalíssima, Itália e França. A torcida brasileira é, em massa, italiana, seja por afinidade ou vingança contra os bichons. E qual não é surpresa quando vemos o tosco do Zidane fechar sua carreira com uma agressão desleal e bruta, e depois disso a final ir, pela segunda vez na história (todas envolvendo a Itália), para a decisão nos pênaltis! E assim, Itália tetra campeã, nos pênaltis, tal qual o Brasil foi tetra campeão.
Com esses olhos, amiguinhos, o que concluímos?
1º Zagalo provavelmente não vai ver o Brasil ser Hexa, sinto muito.
2º Se o Porrera for técnico mais alguma vez na vida que seja da França.
3º Precisamos diminuir a idade máxima dos jogadores que podem disputar a Copa.E por último, podemos torcer para que em 2010 (que ta aí, de acordo com o sábio Galvão) nossos jovens esquentadores de banco estejam mais velhos e sejam considerados na hora de escolher quem joga.

Sunday, March 26, 2006

Origens

Desde que eu anunciei minhas origens, várias pessoas tentam me desmentir.É por isso então que eu resolvi trazer evidências da existência de minha cidade natal: Santo Antônio de Cataquatudento. Atenção! Ao contrário do que muitos pensam, não é Cata Quatro Dentro! Essa pequena cidade na região do Vale do Jequitinhonha possui hoje 2315 habitantes. Apesar de ter passado parte de minha infância lá, eu nasci aqui em Belo Horizonte, portanto não posso me dizer Santoantoniodecataquatudentense. A cidade foi fundada em 1512, uma das primeiras no Brasil. Porém, durante muito tempo a população não passou de 27 pessoas, até 1943. Nessa época houve uma grande imigração de europeus fugindo da Guerra, entre os quais estava o Nonno Ziviani, fundador da dinastia aqui no Brasil. Nesse período Santo Antônio de Cataquatudento testemunhou sua maior explosão populacional, atingindo a marca de 678523 habitantes. Contudo, esse número durou apenas 2 anos. Com o fim da Segunda Guerra em 1945 a grande maioria da população voltou para a Europa. Uma outra parte ainda migrou para as apitais. Desde então a população mantém-se na faixa dos 2000-2500 habitantes. Bom, esse é o começo da história de minha cidade. Logo postarei detalhes sobre o crescimento econômico da região.
Até lá, deixo vocês com uma foto de uma das últimas vezes que estive lá. Esse é um dos pontos turísticos da cidade. O interessante é que, se você gostar mesmo da cabrita, por mas 20 Reais você pode levar sua amante para casa já abatida e limpa, pronta para comer... de novo.

Monday, March 20, 2006

O Ínicio de uma Nova Jornada...



Era uma vez um muleque que não queria crescer. Até que um dia Wendy lhe disse rindo:

“Peter! Essa calça verde apertadinha é muuuuuuuito gay!”

Desde então, Peter Pan resolveu crescer. Viajou para NY, tornou-se bailarino da Broadway, descobriu os prazeres do Álcool e viveu os seus últimos dias dividindo um apartamento no Brooklin com Long John, seu amante e companheiro, nos braços de quem ele morreu, vítima do HIV.

Apesar de ninguém saber, esse foi o destino de PP. O que ele fez de errado? Bom, ele confundiu as coisas. O negócio não é não crescer, afinal de contas tem muita coisa que a gente só aprende a curtir depois de crescido. O canal é você crescer, porém, manter-se criança! Quer coisa melhor? Quando você é criança você pode fazer a merda que você quiser e ninguém faz nada de mais. Ou as pessoas só te chamam a atenção ou, o que é o bom, acham bonitinho! Então é isso que eu tento fazer e aconselho as pessoas a fazerem também. Sejam crianças! Façam o que dá vontade na hora que você estiver afim, mesmo que isso seja rir daquela vinheta imbecil do leão antes do filme começar. E rir alto!
Eis o que eu vou fazer aqui, postar o que der na minha brilhante, iluminada, esplendida e magnânima cabeça. Mas por hoje é só.